O dia do blogueiro e o desânimo em blogar

segunda-feira, março 20, 2017


Hoje, dizem, é Dia do Blogueiro ( dia 31/08 é dia Dia do Blog). O primeiro blog surgiu lá em 1997 e de lá para cá surgiram milhares deles e esse espaço aqui é só mais um nessa imensidão digital.

Este blog já existe há quase sete anos, é um adulto nesse mundo em surge tantos todos os dias. Mas, vocês podem observar algo recorrente no blog, com o passar dos anos as publicações foram diminuindo, em alguns anos houve motivo para que isso acontecesse, fosse a morte de um ente querido ou faculdade/TCC.  Ainda assim sempre tive vontade de continuar com o blog.

Nos últimos meses essa vontade de blogar tem desaparecido, já não tenho ânimo e muito menos inspiração, as ideias desapareceram. Tenho pensado todos os dias nesse espaço e como ele tem sido abandonado por mim, e acima de tudo, o que tenho realmente que fazer com esse espaço.

Ainda outro dia fiz uma limpeza no meu feed e descartei mais de 80 blogs, 90% deles ou não existiam mais ou não eram atualizados há anos. Vi blogs que eu adorava ou visitava esquecidos, ou desaparecidos e fiquei triste por eles ou por aquelas pessoas que assim como eu ou desanimaram ou simplesmente não conseguiram levar seus blogs adiante.

Meu blog está desaparecendo, assim como aqueles que limpei do meu feed foram desaparecendo e eu não percebi, deixei de lê-los, de visitá-los e isso está acontecendo com o meu também. Toda vez que entro em um blog vejo qual foi a última vez em que ele foi atualizado, se tem certa frequência, eu olho algo que meu blog não possui!

Estou confusa com relação ao blog, não sei se continuo ou se deleto tudo, não conseguiria deixar o blog aberto para eventuais visitas e não atualizá-lo mais, deixá-lo apenas para consulta. Se ele acabar será definitivamente!

Se você é blogueiro e ainda possui aquela vontade e alegria de blogar, parabéns pra você!

Fica, vai ter bolo!

6 comentários

  1. Não tenho sido tão presente com meu blog como antes... Penso em mudar algumas coisas, mas não sei o quê. Parece que quase todos os blogueiros passam por fases assim... Sei lá, a gente gosta de blogar e escrever, porém, no meu caso, começo a refletir se meu blog é importante para alguém além de mim... Noto visitas altas, mesmo quando caem, mas, fora sorteios, não há interação. Não recebo comentários nem curtidas no Facebook, nem no Twitter... Nem clicam no G+ dá postagem, não compartilham meus links nem recomendam minhas resenhas. Quem mantém comentários precisa participar de grupos no Facebook de trocas de comentários entre blogueiros. Só recebo (de leitores) mensagens privadas ou emails com dúvidas, e ao responde-las raramente ganho um agradecimento. Então ainda tento manter meu blog atualizado, mas, para quem? Para mim? E as parcerias? Não sei se continuo, aos poucos estou diminuindo a quantidade. Não sei se é fase. Já tive fases ruins, depressão, chikungunia, depressão de novo... Elas passam e o blog se mantém, mas agora não sei mais. Nem você sabe, nem muitos blogueiros que gosto. Muitos já abandonaram os blogs. É triste, espero que ao fazer isso a pessoa encontre outros hobbys mais recompensadores. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tatiana!
      Me lembro de seu blog, no começo e hoje vejo como ele se tornou. Sempre falo dele para meu marido, pois ele é amante de quadrinhos.
      Sinto exatamente isso que você tem passado, não há engajamento. Não gosto de ficar participando de grupos de troca de comentários, não sirvo pra isso! As parcerias acabei com todas, a única que realmente senti foi a perda da Arqueiro, porque adoro romances históricos, as outras eu mesmo quis me desligar, já não consigo manter um bom fluxo de leituras e ter prazos não é comigo.
      Tive várias fases, e sinceramente muitas vezes me pego pensando em ir ao médico e ver o que tenho, seria falta de vitaminas ou depressão mesmo?
      Espero que essa fase pela qual está passando e que seu blog, que é ótimo, continue!
      Bjus!

      Excluir
    2. Acredito que seja isso mesmo, quase todos passam por fases... Blogar com frequência cria um elo forte entre nós e o blog e, então, muito do que passamos ou sentimos se reflete no blog ou no ato de escrever mesmo. Enfim, acho que devemos tentar fazer o que for melhor para nós, mesmo que para isso cortemos parcerias ou podemos com menor frequência. Acho que o importante é tentar ser feliz com tudo né... Obrigada pela lembrança, legal você lembrar do meu blog. Tenho me esforçado lá, embora não pareça. Beijos.

      Excluir
  2. Fabi, eu estou indo um pouco na contramão, eu estou me esforçando ao máximo pra conseguir me manter viva nesse mundo da blogosfera! to tentando fazer o Felicidade em Livros crescer mais um pouquinho, ler e resenhar... mas confesso que as vezes bate uma bad... mas tenho aquele elo de primeiro "filho" com o blog, ele me tirou do buraco mais de uma vez então não quero deixar ele ir pro buraco de jeito nenhum

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida amiga, eu sei bem de sua história com o blog, mas parece que no meu caso eu afundo e ele afunda junto!
      Seu blog é ótimo, fico triste de comentar por lá tanto quanto você merece!
      Bjus!

      Excluir
  3. oi fabi, li seu comentário no post da Karol e fiquei curiosa para conhecer o seu blog. desde 2010 que acompanho blogs, e foi daí que cultivei o interesse pela leitura. Hoje, ver videos é muito mais entusiasmante. Acaba sendo uma companhia que ficou no lugar da televisão. Continuo lendo os meus blogs preferidos, então faça o que mais gosta, sem esperar só o retorno. Talvez, possa fazer algumas mudanças para melhorar suas visualizações, por exemplo: use mais # no insta e principalemente videos, sejam eles no youtube ou ate mesmo no instagram videos curtos dá muito resultado.
    Também tentei começar um blog, mas nem vou para a frente, porque já existem muitos bons no auge e acabei desistindo.

    beijinhos e não desista do que gosta

    ResponderExcluir

Fico muito feliz com seu comentário!
Qualquer pergunta será respondida nesta página. Fique à vontade para voltar ou clique na opção Notifique-me para saber minha resposta!
Beijos e até mais!