Filha da Bruma - Quinn Taylor Evans por @thailadesouza

quarta-feira, outubro 28, 2015


Título: Filha da Bruma
Título Original: Daughter of the Mist
Autora: Quinn Taylor Evans
Série: Legado de Merlin - Livro I
Editora: Nova Cultural

Brianna viu todo o reino de sua família cair nas mãos de um inimigo poderoso, morte e destruição estão no ar. Ela vive uma vida dupla, assim podemos dizer: ela é imortal, com poderes místicos, mas tem corpo mortal, com sentimentos e vontades humanas e ela não sabe como lidar com a situação.

Tarek, é um guerreiro imbatível, ganhou do rei as terras da família de Brianna, mas ele tem que lutar pelo território, conquistar o coração indomável da moça mais bonita que ele já viu e combater as Trevas.

O livro faz parte de uma trilogia chamada “O Legado de Merlin” que conta a história de três filhos do lendário guerreiro Merlin em pleno século XI, cada um deles possui um poder místico misturado com a imortalidade, transportando o leitor há um mundo de magia e crença no inacreditável. A história se baseia na luta da Luz contra as Trevas que ameaçam destruir a humanidade.

Eu particularmente não gosto de livros místicos, mas essa trilogia me foi emprestada por uma amiga muito querida com quem sempre estou trocando e emprestando livros e fui pela indicação dela e... me estrepei! A história é bem mais focada na luta contra o mau do que no romance, o que me frustrou bastante e fiquei muito confusa me alguns pontos, por exemplo, não consegui imaginar a criatura que Brianna é descrita, foi informação demais e sem dosagem e as páginas foram passando bem lentamente.

Outro ponto que a meu ver pesou bastante para tornar o livro desgastante foram as cenas de brutalidade descritas com tantos detalhes, eu bem compreendo que em um período conturbado de guerras e conflitos com devastação imensurável e que o estupro infelizmente era visto como uma forma de punir o povo com a mistura de sangue, mas você ler diversas vezes a humilhação sexual descrita minuciosamente enquanto uma cena de amor passa quase despercebida? Demais para mim! Realmente fiquei enjoada em alguns momentos e enquanto lia a cena de violência voltava a minha mente, realmente foi um livro difícil de ler.

Lerei os dois próximos livros da saga apenas porque tenho comigo os três livros, se não preferia esquecê-lo, quem gosta de livros místicos pode até gostar da história, mas é quase impossível relevar a questão do estupro.

Fica, vai ter bolo!

0 comentários

Fico muito feliz com seu comentário!
Qualquer pergunta será respondida nesta página. Fique à vontade para voltar ou clique na opção Notifique-me para saber minha resposta!
Beijos e até mais!