Diários!

quinta-feira, julho 30, 2015

Quando era adolescente eu comecei a escrever diários, escrevi muitos. Eram realmente um espaço em que eu podia imprimir meus sentimentos e de certa forma desabafar. Começou devagar e aos poucos se tornou um hábito. Era bom escrever...


Tudo começou porque li dois diários que me impactaram: O Diário de Anne Frank (resenha aqui), e O Diário de Zlata Filipovic. O primeiro, todos nós conhecemos a história, já o segundo é sobre uma menina que leu o diário de Anne e resolveu escrever um diário também! O que Zlata não sabia era que em menos de um ano uma guerra eclodiria na Bósnia-Herzegovina e que durante dois anos seu diário seria a válvula de escape para tanto horror!

Depois dos diários das meninas li vários outros, ficção, romances, histórias reais, fiquei obcecada por diários, que comecei a escrever também. Claro que nada se comparava ao que Anne e Zlata passaram, mas isso serviu para eu explorar meus sentimentos.

Durante anos encapei cadernos, fiz as artes da capa, escrevi dia sim, dia também. Minhas amigas eventualmente liam meus escritos e opinavam ou não sobre o que liam. Ora riam, ora enxugavam lágrimas. Elas diziam que eu escrevia engraçado e que muitas vezes era dramática!

Um dia isso passou, não consegui mais escrever, eu tinha com quem falar, a pessoa me escutava. Mesmo me lembrando de como era escrever e tentando de vez enquando nada era como antes e acabei desistindo.

Aquele sentimento de amar diários ainda permanece, acho lindo quem os escreve, embora eu não consiga mais, parece que estou encontrando outra forma de fazê-lo. Você não acha?


Imagens usadas na postagem aqui


Fica, vai ter bolo!

4 comentários

  1. Fabi eu até tive uns diários, mas nunca tive paciência para eles rsrsrs
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre tive paciência! Eu acho lindos!
      Bjinhos sua linda!

      Excluir
  2. Que lindo seu post, Fabi! Fiquei emocionada. Eu nunca conseguiu lidar muito com o que escrevia, por isso sempre quis ter diários e nunca conseguiu manter. Acho que tinha vergonha dos meus sentimentos. Hoje, como você talvez saiba, sou apaixonada por cadernos, tenho vários... Alguns começados, outros esperando a vez. Não escrevo todo dia, porque tem dias que estou simplesmente cansada demais, mas sempre que posso capturo meus pensamentos, porque pode parecer bobagem, mas gosto de me lembrar deles depois. É bom ter do que lembrar!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lil, sua querida!
      Já notei que você gosta de cadernos, eles são tão maravilhosos, um mundo inexplorado em que se pode construir vários!
      Eu tenho sempre pensamentos que dariam ótimos textos e se eu não escrevo eles somem, o duro é que eles sempre aprecem no momento em que não posso anotá-los :(
      É muito bom ter o que lembrar!
      bjus

      Excluir

Fico muito feliz com seu comentário!
Qualquer pergunta será respondida nesta página. Fique à vontade para voltar ou clique na opção Notifique-me para saber minha resposta!
Beijos e até mais!