Perdendo-me - Cora Carmack

domingo, abril 19, 2015



Bliss Edwards está no último ano de Artes Cênicas, é bonita, inteligente, possui bons amigos e uma mãe que se preocupa muito com o fato da filha nunca estar com um namorado. O que tem realmente preocupado Bliss, além de que rumo seguir depois de formada, é o fato de ainda ser virgem. Não que eu veja isso como um problema, mas com certeza ela vê. Não só ela, mas sua melhor amiga Kelsey também vê!

Depois de contar pra sua amiga, elas decidem sair e acabar com esse “problema” de uma vez por todas. Elas vão a um barzinho e ficam por lá só observando o movimento e classificando os carinhas. Bliss cansa e resolve ir até o banheiro, quando no caminho nota um rapaz muito bonitinho lendo Shakespeare, na verdade ela notou primeiro o livro, depois o cabelo, os olhos, a barba por fazer, o rosto de fazer os anjos cantarem e por fim o sotaque britânico de arrepiar os cabelos de qualquer nuca.

“Pela primeira vez, encontrei minha própria vida mais interessante que um personagem em uma página. E Deus, queria saber o final.”

Garrick Taylor estava ali matando o tempo, estava esperando chaveiro, e nada como ir até um bar e ler um pouquinho de Shakespeare para variar. O envolvimento entre os dois se dá quase imediatamente, fica difícil até mesmo pensar. Eles acabam partindo pra casa dele, mas depois de queimar a perna no escapamento da motocicleta de Garrick eles acabam na casa da Bliss, e então percebem que são quase vizinhos. Pensamos que o sexo tão esperado vai rolar, quando Bliss tem um leve ataque, entra em desespero, inventa uma desculpa prá lá de esfarrapada e sai correndo de seu apartamento seminua.

Kelsey, sabia que sua amiga havia saído acompanhada do bar, e pensou que finalmente sua amiga havia perdido a virgindade, Bliss omite a verdade, e deixe sua amiga pensar o que quer. Então, a vida continua, o último ano letivo começa e a última coisa que Bliss acredita que pode acontecer acontece. 
De cara eu digo pra você que o livro, tanto a capa quanto a sinopse não chamaram minha atenção, afinal desde quando a virgindade é um problema? Será que eu tenho o pensamento muito retrógrado? Eu não acredito nisso, eu sei que sexo é bom, mas não vejo o porquê da virgindade da Bliss ser um problema, as vezes até parece que é uma doença!

E essa capa, a descrição das personagens não parecem em nada com os modelos da capa, e aquela posição deles? O que é aquilo? Parece que quiseram vir na levada de 50 Tons e deu naquilo lá! E não adianta culpar a Novo Conceito por isso, afinal essa também é a capa gringa.

Então, minha amiga Thaila leu o livro e adorou, e euzinha resolvi que ia dar uma chance para o livro e comecei a lê-lo a fim de acabar com uma vibe que eu estou enfiada até o pescoço. E... eu gostei do livro!

Claro que achei a Bliss meio indecisa, “me envolvo, não me envolvo”, mas na situação que ela se encontra eu também pensaria muuuuuito, afinal ia dar um problemão. A Kelsey é daquele jeito meio pra frente que parece clichê, toda mocinha tem que ter uma amiga meio safada, mas afinal com o corpo e o rosto que a autora diz que ela tem, até eu! O Cade, ahhhhhh, o Cade, eu queria colocar esse menino no colo, fazer carinho... Outro clichê, um melhor amigo homem, que todo mundo vê os verdadeiros sentimentos, menos o alvo desse sentimento, mas ele é um fofo e merece todo meu apoio! 

“O novo professor estava me encarando, mesmo embora todos estivessem aplaudindo, e ele provavelmente devesse estar acenando ou ao mínimo sorrindo. Nossos olhos se encontraram, e subitamente eu estava muito contente que eu já tinha abaixado meu café. Porque o novo professor tinha estado nu na minha cama há meras 8 horas atrás. Garrick era meu professor.”

E por fim o Garrick, só pelo sotaque britânico já vale meus aplausos. Sabe, eu não notava a diferença dos sotaques até que passei a assistir Masterchef e ouvi o sotaque do chef Gordon Ramsey e então foi como se uma luz se abrisse na minha cabeça, rsrsrs, tô brincando... Enfim, eu passei a perceber e amar esse sotaque.

Eu percebi no Garrick um homem obstinado, bem pé no chão, ele sabe o que quer, mas não sabe o que a Bliss quer, e ele a respeita. A Bliss coitada, é bem indecisa como já disse, e não sabe o que fazer com seus sentimentos e muito menos os dos outros.

Cora Carmack soube criar seus personagens e as individualidades de cada um tão bem e geral eles são bem descritos e seus sentimentos bem definidos, é tudo tão simples e leve e os diálogos muito bem escritos, notamos claramente uma pesquisa sobre teatro, nada está fora do lugar.

Já comecei a ler o segundo livro, Fingindo e já estou ansiosa pelo terceiro, Encontrando-me e espero que a Novo Conceito lance os contos Keeping Her e Seeking Her, mas acredito que se isso acontecer será apenas em e-book como foi nos contos da série Estilhaça-me.

E você, já leu este livro? Se leu o que achou? Não esqueça de me dizer nos comentários, eu vou adorar saber!


Título: Perdendo-me
Título Original: Losing it
Autora: Cora Carmack
Tradução: Ana Death Duarte
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014

"Bliss Edwards vai se formar na faculdade e ainda tem a sua. Chateada por ser a única virgem da turma, ela decide que o único jeito de lidar com o problema é perdê-lo da maneira mais rápida e simples possível com uma noite de sexo casual.
Tudo se complica quando, usando a mais esfarrapada das desculpas, ela abandona um cara charmosíssimo em sua própria cama. Como se isso não fosse suficientemente embaraçoso, Bliss chega à faculdade para a primeira aula do último semestre e... adivinhe quem ela encontra?"

Fica, vai ter bolo!

4 comentários

  1. e menina segura o forninho pois o segundo volume é ainda melhor!
    eu to adorando os livros da Cora, ela tem um jeito leve e divertido de escrever

    ResponderExcluir
  2. Eu adorei este livro, me surpreendi, achei que a capa e sinopse enganam! Mas depois aproveitei muito a leitura, o segundo livro é melhor ainda!

    Amei seu blog! Bjs

    Joi Cardoso - Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  3. Oi Fabi.
    Percebi a mesma coisa com a capa. Obviamente erro da NC não é. Eles apenas deixaram a capa original. Mas sei lá.
    O livro é bacana, gostei bastante. E confesso que o seguindo é mais legalzinho.


    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito desse livro, curto muito um romance entre aluna e professor, Cora é ótima e o segundo livro eu achei ainda melhor

    ResponderExcluir

Fico muito feliz com seu comentário!
Qualquer pergunta será respondida nesta página. Fique à vontade para voltar ou clique na opção Notifique-me para saber minha resposta!
Beijos e até mais!