Orgulho e Preconceito - Jane Austen

terça-feira, março 25, 2014

Jane Austen
Título: Orgulho e Preconceito
Título Original: Pride and Prejudice
Autora: Jane Austen
Tradução: Lúcio Cardoso
Editora: Abril
Ano: 1982

"O meu amor e os meus desejos permanecem inalterados; mas basta uma única palavra sua para que nunca mais lhe fale no assunto."

Há história começa quando Charles Bingley aluga Netherfield, uma casa de campo, para passar uma temporada com suas irmãs e cunhado, e seu melhor amigo Fitzwilliam Darcy. Claro que isso provoca uma verdadeira loucura na propriedade vizinha Longbourn, O Sr. e a Sra. Bennett possuíam cinco filhas e algumas já passando da idade de se casarem, e a Sra Bennett acredita que era uma ótima oportunidade para casar uma das filhas e assim conseguir que após a morte do Sr Bennett ela e as outras filhas possam ser amparadas pelo futuro genro. Na época em que se passa a história, quando um casal não tinha filhos homens, a herdade passa para o parente homem mais próximo.

As meninas Bennett são muito diferentes entre si, Jane é doce, delicada e nunca pensa mal de quem quer que seja. Elizabeth, ou Lizzie é inteligente, alegre, espirituosa, por vezes julga as pessoas, mesmo que de forma precipitada. Mary não liga para bailes, gosta de leitura e se esforça muito para se instruir. Kitty é tola, frívola e teimosa e vive à sombra de sua irmã Lydia que possui as mesmas “qualidades” da irmã.

Após um baile público em que os Bingley e o Sr. Darcy comparecem tudo começa a se desenvolver: o amor do Sr. Bingley por Jane e a antipatia de Lizzie por Darcy. Claro que o fato de Bingley ser um fofo e Darcy ser distante e fazer um nariz de nojo quase que o tempo todo contribuiu pra isso.

Sempre tive imensa curiosidade em ler esse livro, pois o filme de 2005 com a  Keira Knightley  Matthew Macfadyen é um dos meus filmes preferidos e eu gostaria muito de saber se a adaptação era condizente com o livro. E eu tive a oportunidade recentemente quando uma amiga me emprestou o livro.

E AMEI! Tudo o que eu esperava do livro foi confirmado O livro é uma delícia, a ironia e inteligência de Lizzie estão presentes em quase todo o momento do livro e a crítica à sociedade é muito presente, fora que podemos observar mais de perto o maravilhoso Sr. Darcy.
A família Bennett é sem igual, eu teria vergonha de ter irmã e uma mãe como aquela, por vezes cheguei a parar de ler por pura vergonha alheia, rsrsrsrs.

Os diálogos rebuscados e a ironia da autora me fez ler bem divagar e com muita cautela, eu não queria deixar passar nada, principalmente porque no livro há diálogos imensos e profundos e alguns extremamente românticos. Claro que para um leitor desavisado pode achar cansativo diálogos longos, mas isso não foi um problema para mim.

Esse sem dúvida é um daqueles livros em que paramos a cada cinco minutos para colocá-lo no peito e suspirar.

"Em vão tenho lutado comigo mesmo; nada consegui. Meus sentimentos não podem ser reprimidos e preciso que me permita dizer-lhe que eu a admiro e amo ardentemente."


Recomendo muito e se você não leu leia o mais rápido que puder com certeza você não vai se arrepender.

Beijos e até a próxima :)

Você pode gostar de:

2 comentários

  1. Oi Fabi,
    Vejo muitos elogios sobre este livro, mas ainda não li e nunca vi o filme.
    Pretendo conferir, mas com calma e no momento certo para aproveitar bem o texto e ver se me encanto com o tal Darcy como todas. hahaha

    Minha Velha estante
    Leitura Nossa de Cada Dia

    ResponderExcluir
  2. apesar de só ter lido sobre a Jane pela boca dos outros ainda não tive contato direto por assim dizer. Entretanto é inegável a sabedoria dessa mulher que de forma brilhante atrelou romantismo para cativar o leitor e por trás faz suas criticas

    ResponderExcluir

Fico muito feliz com seu comentário!
Qualquer pergunta será respondida nesta página. Fique à vontade para voltar ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Beijos e até mais!