O Inferno de Gabriel - Sylvain Reynard

sábado, maio 11, 2013

Antes de mais nada quero me desculpar o sumiço aqui do blog, mas as vezes conciliar, trabalho, faculdade, marido, filhos e ainda ler e blogar é um pouco difícil. Admiro profundamente quem o faz com maestria.

Vamos lá?


Título: O Inferno de Gabriel
Título Original: Gabriel's Inferno
Autor(a): Sylvain Reynard
Tradução: Fabiano Moraes
Editora: Arqueiro
Ano: 2013



"As coisas antigas já passaram, eis que surgiram coisas novas!"



Depois de todo o afã em torno da trilogia 50 Tons e toda a enxurrada de lançamentos eróticos que houve, e que ainda fazem a cabeça de muitas pessoas (nada contra, diga-se de passagem) acreditei que O Inferno De Gabriel seria apenas mais um livro na já tão extensa lista de eróticos. Mas, uma coisa me chamou muita à atenção, o fato de haver uma analogia entre a história e A Divina Comédia de Dante Alighieri.

Eu já conhecia a história contada por Dante, mas meu maior contato foi quando meu marido comprou o jogo para PS3 Dante’s Inferno, fiquei vidrada na história e até mesmo trouxe uma enciclopédia que falava de sua história.

Gabriel Emerson é um professor universitário especialista em Dante, rico, bonito, mas também presunçoso, grosseiro, e torce seu belo nariz para a inocente Julia, sua aluna de mestrado. Claro que de cara ela o irrita como não está acostumado a ser ignorado faz birrinha porque enquanto fala a moça faz anotações.

Julia Mitchell viu suas expectativas descerem pelo ralo neste primeiro encontro, ela acreditava que Gabriel a reconheceria como a menina que esteve com ele em uma noite em um dos momentos mais conturbado da vida do moço. Mas Gabriel não reconheceu e queria Julia o mais longe possível dele, mas a vinda de sua irmã, fez com que Julia fosse companhia constante.

Gostei muito, muito mesmo deste livro. Pode ser masoquismo, mas gosto de ogros, talvez esse gosto tenha vindo das minhas leituras de romances de banca, aqueles mais antiguinhos do final da década de 70 e início de 80. Logo penso que quanto maior a ogrisse maior vai ser o tombo e aquela cena de redenção vai ser maravilhosa. Mas, embora Gabriel não queira se envolver com Julia, e luta com todas suas forças para que isso não ocorra, o amor é muito mais forte que seus princípios, e ele acaba percebendo que Júlia é seu anjo, sua luz, sua redenção, sua Beatriz.


"...Agora está muito claro para mim: eu bebi de sua bondade e ela saciou meus anseios."

Embora eu tenha gostado muito e todas as ações dos personagens são justificadas uma hora ou outra, a tontice de Julia me irritou em alguns momentos, Gabriel está ali dizendo que a mulher é linda, maravilhosa e ela fica ali dizendo que ele está errado e que não é tudo o que ele diz. Me deu uma vontade de lhe dar um sacode e um espelho junto :/

Mesmo que o Inferno de Gabriel seja vendido como um romance erótico, ele me pareceu mais com um romance com uma carga de sensualidade muito grande do que outra coisa. Aqui, não vemos o sexo desenfreado que vemos em algumas publicações, tudo é muito bem dosado e quando os personagens estão juntos dá até para sentir arrepios na pele.

Sylvain Reynard que tanto pode ser homem ou mulher escreveu um belo romance (mesmo tenha sido inspirado por Crepúsculo ,assim como 50 Tons), que me cativou profundamente. Não vejo a hora de ter a continuação em mãos, mas terei que esperar até o próximo mês.

Espero que tenham gostado!

Beijos e até mais :)

Você pode gostar de:

5 comentários

  1. soube desse livro, mas não me interessei. a onda erótica chegou com tudo e mais um pouco e tudo que é demais cansa, mas agora fiquei tentada ja que você disse que ele não é tão redundante ao tema do erotismo. Fique calma, sempre tem uma personagem chatinha na historia

    ResponderExcluir
  2. Estou bem interessada no livro, mas ainda não o li.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Não me animei por este romance... até me encantei com alguns livros deste estilo erotico/sensual.. mais este não me animou

    ResponderExcluir
  4. Oi, Fabiana!
    Eu também não acho que O Inferno de Gabriel possa ser considerado como erótico, ele tem, como vc disse, uma tensão sexual (que eu mais acho que é algo levemente sensual e quase inocente).
    Eu gostei e não gostei deste livro. A tolice da Julia me irritou também, mas o problema foi não ter me apaixonado pelo Gabriel (eu também vou mais pro lado ogro haha) e isso realmente me fez falta. Eu posso aguentar uma mocinha chata por 500 páginas, mas preciso me sentir atraída pelo cara, sabe? E não rolou muito bem...

    Vamos ver como vai ser o próximo livro (que, obviamente, vou ler).

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Thanks for sharing уour thoughts. І reallу
    apprecіate youг effoгts аnd І
    wіll be waiting for your furtheг wrіte ups thank yοu oncе again.


    Mу weblog ... Chatroulеttе (Beatfarm.in)

    ResponderExcluir

Fico muito feliz com seu comentário!
Qualquer pergunta será respondida nesta página. Fique à vontade para voltar ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Beijos e até mais!