Entrevista com Carina Rissi Autora de Perdida: um amor que ultrapassa as barreiras do tempo

quarta-feira, junho 22, 2011



Sempre reclamo com minha amiga Pollyana que em nossa cidade não tem muitos eventos literários como as demais cidades que possuem grandes livrarias (afinal temos uma Saraiva Megastore), e uma das únicas vezes que fiquei sabendo não pude ir, e foi justamente no lançamento do livro Perdida.
Tomei conhecimento da noite de autógrafos da Caria Rissi Através do Twitter (bisbilhotando conversa alheia rsrsrsrs), fiquei toda empolgada, mas no dia meus filhos ficaram doentes e não pude ir! É claro que passei há namorar o livro e por causa desse episódio que descobri que a Carina é uma pessoa super simpática e gentil. Mandei uma mensagem pelo twitter falando sobre o ocorrido e ela me respondeu desejando melhoras pra o meu Heitor e minha Elena (quem beija meus filhos adoça minha boca, já ouviram isso?)
Esse mês comprei o tão aguardado livro (Resenha Aqui), e me maravilhei, ele é tudo e mais um pouco.


Agora brindo vocês com uma entrevista que a autora me concedeu:

1- Como surgiu a ideia do livro?
   Perdida nasceu no dia em que ocorreu um apagão na minha cidade bem na hora do jantar. Eu não sabia como esquentar a comida sem usar o micro-ondas. Eu sabia que tinha uma forma, mas não sabia qual era. Fiquei pensando como a tecnologia que temos hoje é indispensável, e como seria ter vivido sem tudo isso tendo conhecido essas facilidades. Sofia nasceu nessa noite. A história ficou girando na minha cabeça por dois anos até que, numa tarde de maio de 2010, assisti uma entrevista com a DIVA Stephenie Meyer no programa da Oprah, onde ela disse que nem todo mundo vivia em mundos imaginários. Achei que podia colocar a Sofia e sua aventura no papel para ver o que acontecia.

2- Foi difícil organizar seus pensamentos e ideias com relação ao que estava sendo colocado no papel (computador)?
   Num primeiro momento não, já que eu não sabia que estava escrevendo um livro que seria lido por outras pessoas. Perdida era um projeto particular, um livro que apenas eu leria. Quando terminei a história e vi que se parecia muito com um livro, voltei a revisar, mantendo em mente que o "filme" que eu via na minha cabeça tinha que ser mais detalhado e bem elaborado para que outras pessoas também pudessem vê-lo. isso sim deu trabalho demais.  

 3- Você pesquisou muito sobre os costumes e cotidiano do século XIX?
    Muito. Foi exatamente a necessidade de saber mais sobre os costumes, o cotidiano do século XIX que me fez criar essa história. Algumas coisas foram mais difíceis de encontrar. coisas que eu ficava imaginando como seria e não encontrava a resposta em lugar nenhum. foi necessária uma pesquisa minuciosa para que eu não cometesse erros.

4- Sei que sua autora preferida é Jane Austen, qual é sua personagem desta autora que você mais gosta?
   Ah, difícil essa! Rsrsrs. Mas acho que é a Anne Elliot, de Persuasão. Amo ver sua desesperança aos poucos se transformar em uma faísca de esperança.

5- Seu próximo livro demora a ser publicado? Já tem nome definido?
    Nossa, posso dizer que não sei?
    Estava trabalhando em Sol e Lua (que até pouco tempo era intitulado "Mil Acasos") e está quase pronto, mas parei há alguns dias. Uma história muito bacana (intitulada provisoriamente de "Procura-se um marido") e que não consegui para de escrever surgiu do nada. Fiquei com medo de esquecê-la. Assim que colocar tudo no papel, voltarei para Sol E lua porque adoro a história da Mel e do Nicolas.
    Agora que criei coragem de escrevê-las, estou tendo problemas para me organizar, escolher qual projeto seguir em frente já que amo todos eles. 

6- Veremos Sofia e Ian novamente: Quem sabe em um livro que conte a história de Elisa?
   Ainda não sei. Não consegui me desligar totalmente da Sofia. Volta e meia ela aparece me contando mais sobre sua vida, como vão as coisas... Anoto tudo. Não sei se farei uma sequência, mas a possibilidade não está descartada de forma alguma. Adorei passar tanto tempo com ela. Sinto falta, como se uma grande amiga tivesse se mudado para longe.

Carina agradeço de coração essa oportunidade!! Mil bjos vc merece todo o sucesso do mundo!!
                                                                        Fabi!!

(Muito obrigada Fabi!!!! Sou eu quem tem que agradecer)S2
Beijoooooos


Você pode gostar de:

4 comentários

  1. Essa autora é muito simpática! Adorei a entrevista, agora estou com mais vontade de ler o livro =P

    teh mais

    ResponderExcluir
  2. oi, Fabi

    Muito obrigada pelo espaço e pelas palavras!
    Amei ser entrevistada por voce!!
    Beijooooooooos

    ResponderExcluir
  3. A Carina não é uma fofa?!
    Adorei a entrevista, gostei muito de saber como ela criou aquele universo.

    Ralf
    meus-erros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Eu Carina é uma fofa!! Eu tbm amooooo a Sofia, e estou torcendo por uma continuação, estou com saudades.

    Bjs Fabi, e obg pela entrevista, muito legal conhecer um pouquinho mais sobre essa estória.

    Amanda
    (http://leituraentreamigas.blogspot.com.br/)

    ResponderExcluir

Fico muito feliz com seu comentário!
Qualquer pergunta será respondida nesta página. Fique à vontade para voltar ou clique na opção "Notifique-me" e receba por email.
Beijos e até mais!